Um pouco de mim

Porque não experimentar coisas novas? Desde muito jovem que escrevo, ou escrevinhava tudo (risos). Quando tinha os meus 4,5 anos, tinha por hábito pegar nos livros das estantes, em casa dos meus pais, e escrevia VE SUS AN, traduzindo, era o meu nome que eu queria escrever, autografar, digamos em bom português. Os meus pais é que não achavam muito piada aos livros “autografados”.

Quem sabe, se esta memória que trago da minha infância, não seria por si só, pensando até agora nisso, um presságio do que me poderia trazer o futuro?

Fui sempre caminhando pela estrada do conformismo e do “easy to get”, segui artes para não ter que estudar muito mas na realidade queria ser médica. Acabei por seguir contabilidade e finanças. Nada a ver, nem com medicina, nem com escrita e sempre com vontade de escrever um livro.

A escrita sempre me acompanhou fielmente em todos os percursos da minha vida, apesar dos caminhos paralelos que fui percorrendo.

Recordo-me, enquanto adolescente, escrevia poesia, poesia de contemplação, reflexão, enfim, sobre tudo o que me rodeava. Escusado será dizer que tenho cadernos e cadernos cheios de poesia escrita por mim, embora não saiba propriamente onde andam.

Até houve um dia que mandei para o Diário de Noticias parte do meu trabalho mas na altura era menor e o trabalho também não era extraordinário, mas era bom o suficiente para me terem chamado lá e falarem comigo incentivando-me a continuar esse caminho.

Depois da adolescência a poesia foi desaparecendo, casei, tive filhos, a vida não me permitiu ter o tempo que eu gostava para me dedicar à escrita e a poesia deixou de ter “espaço” para evoluir e deu lugar à prosa ou narrativa (flor de sal), se assim lhe quiserem chamar.

Ao longo dos anos, fui escrevendo, tendo sempre comigo blocos de todo o tipo de apontamentos: ou agenda, ou para encontros, ou para dissertações ou para histórias, sim, é verdade, tenho algumas histórias. Mais recentemente, adquiri um caderno onde venho a escrever memórias da minha vida que me vou lembrando, também sonhos e desabafos há cerca de 2 anos.

Também é verdade que, sempre gostei de escrever sobre tudo e principalmente escrever sobre o que observo, os outros, o Humano e o seu comportamento na sociedade que nos envolve.

Sempre desejei escrever um livro mas por ter dificuldade em decidir sobre o quê, o tempo foi passando e nunca escrevi livro nenhum mas fui escrevendo sempre sobre de tudo um pouco um pouco por todo o lado.

Recentemente chegada à fase do “tenho quase 40 anos e quem sou eu, o que fiz pelo meu génio? Por mim?”, decidi que é tempo de mudar de atitude, tempo de fazer o que gosto e dar largas à minha imaginação, libertar o meu génio criativo; para tal decidi que, a partir desse dia: «vou ser escritora e vou escrever um livro».

Para começar essa jornada, inauguro este blog ao qual me vou dedicar das 5 às 7 e que espero ser a porta de entrada para a minha carreira de escritora.

Boa leitura e espero que gostem!

Obrigada

cropped-mg_6091.jpg

“Direções”, fotografia de Vera Ribeiro.

A Little about me

Why not try new things? From a very young age I write, or written everything (laughs). When I was 4, 5 years old, I used to take books from the shelves in my parents’ house, and I wrote VE SUS AN, translating, it was my name that I wanted to write, autograph, let’s say in good Portuguese. My parents did not liked much of the “autographed” books.

Who knows, if this memory that I bring from my childhood, would not be by itself, thinking so far in this, an omen of what future can bring me?

I was always walking the road of conformism and easy to get, I followed the arts so I did not had to study hard but in reality I wanted to be a doctor. I ended up following accounting and finance. Nothing to do, neither with medicine nor writing and always with desire to write a book.

Writing has always been with me faithfully in all walks of my life, despite the parallel paths I have gone through.

I remember, as a teenager, writing poetry, poetry of contemplation, reflection, finally about everything around me. Needless to say, I have notebooks and notebooks full of poetry written by me, although I do not know exactly where it are.

One day I sent some of my work to the News Diary, but at the time it was smaller and the work was not extraordinary either, but it was good enough to have called me there and talk to me encouraging me to continue this path.

After the adolescence the poetry have disappear, I married, I had children, life did not allow me to have the time that I wanted to dedicate to the writing and the poetry left to have “space” to evolve and gave way to prose or narrative (flower of salt) if you want to call it.

Over the years, I have been writing, always having blocks of all sorts of notes: or agenda, or for meetings, or for dissertations or for stories, yes, it’s true I have some stories. Most recently, I got a notebook where I come to write memoirs of my life that I remember, also dreams and outbursts about 2 years ago.

It is also true that I have always enjoyed writing about everything and mainly writing about what I observe, the others, the Human and their behavior in the society that surrounds us.

I always wanted to write a book but because I had difficulty deciding about what, the time went by and I never wrote any books but I was always writing about everything a little bit all over the side.

Recently reached the stage of “I’m almost 40 years old and who am I, what have I done for my genius? For me? “, I decided that it is time to change my attitude, time to do what I like and give way to my imagination, to release my creative genius; to that end I decided that from that day on: ‘I will be a writer and I will write a book’.

To start this journey, I open this blog to which I will dedicate from 5 to 7 and that I hope to be the gateway to my writing career.

Good reading and hope you like it!

Thank you

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s