Ensaio escrita criativa As palavras que saem da tua boca

Frequentei recentemente um curso de escrita criativa para desbloquear a escrita. Um dos exercícios propostos era tirar uma carta de um baralho de cartas com uma frase ou palavras com que o texto tinha de começar. Eis o texto que escrevi.

As palavras que saem da tua boca

As palavras que saem da tua boca soam melodias de letras que se encaixam entre si, como sabores que se misturam no paladar da tua doce língua. Deixa-me sugar as palavras presas nos teus lábios com os meus…. Fosse a saliva o oceano, mergulharia de cabeça na espuma dessa onda.

Deixa-me bronzear no calor da tua sede, envolver-me nas dunas do teu corpo, refrescar a minha pele com o gelo com que me percorres o corpo… Fala para mim, enfeitiça-me com as palavras da tua boca, rebuçados de mentol eucaliptais como os teus beijos, brisas de uma floresta que percorre sob a pele um ardente desejo.

As palavras que saem da tua boca são nutridas de amor, carinho, ternura, saudade e incerteza de um caminho num ritmo de alegria. Deixa-me sentir as tuas palavras, essas que saem da tua boca, adoçá-las com canela ou beijar-te para não saírem.

Queres sentir as minhas palavras? Elas saem sem sentido mas com uma direção: o teu coração!

Essay Creative writing_The words that came out from your mouth

I recently attended a creative writing course to unlock writing. One of the proposed exercises was to draw a letter from a deck of cards with a phrase or words with which the text had to begin. Here is the text I wrote.

The words that come out of your mouth sound melodies of letters that fit together, like flavours mixed in the palate of your sweet tongue. Let me suck the words stuck in your lips with my ones …. If the saliva was the ocean, I would plunge headlong into the foam of that wave.

Let me sunbathe in the heat of your thirst, wrap myself in the dunes of your body, refresh my skin with the ice that you run through my body … Speak to me, bewitch me with the words of your mouth, sweets of menthol eucalyptus like your kisses, breezes of a forest that runs under the skin in a burning desire

The words that come out of your mouth are nourished with love, affection, tenderness, longing and uncertainty of a path in a rhythm of joy. Let me feel your words, those that come out of your mouth, sweeten them with cinnamon or kiss you so it won’t ge out.

Do you want to feel my words? They come out meaningless but in one direction: your heart.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s